Com o aumento de casos de dengue, Ambulatório de Arboviroses é reaberto
Monte Alto Agora
Clube FM28/03/2019 - 12:05
Com o aumento de casos de dengue, Ambulatório de Arboviroses é reaberto
O Ambulatório de Arboviroses está instalado na UBS Dr. Roberto da Rocha Leão

 

Preocupado com o aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, o departamento de Higiene e Vigilância reativou o Ambulatório de Arboviroses. Arboviroses são as doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem dengue, zika, chikungunya e febre amarela. A classificação "arbovírus" engloba todos aqueles transmitidos por artrópodes, ou seja, insetos e aracnídeos (como aranhas e carrapatos).

Monte Alto registrou 24 casos confirmados de dengue - 102 pessoas aguardam o resultado dos exames. Os casos de chikungunya somam quatro.

Os bairros que mais apresentam casos de dengue são o Jardim Alvorada, Centro e Jardim Bela Vista, nesta ordem. No Alvorada, um mutirão foi feito na última semana, mas agentes de saúde vão voltar ao local, já que 20% dos imóveis estavam fechados ou os proprietários não autorizaram a entrada. Além disso, no início da semana, a equipe nebulizou o bairro.

Segundo a diretora de Higiene e Vigilância, Micheli Deolindo Neves, é importante que os moradores e comerciantes colaborem com a equipe. “Das 200 casas que não conseguimos visitar durante a semana passada e no mutirão, no Alvorada, apenas em 83 conseguimos resultado positivo ao retornarmos em outros horários e dias”, explicou.

Na região central da cidade, a dificuldade para fazer a nebulização é causada pelo número de pessoas no comércio. "Por isso, é fundamental que os empresários confiram seus imóveis, principalmente áreas abertas e objetos que possam acumular água da chuva", lembrou Micheli.

Já no Bela Vista, que todo ano está entre os bairros com maior número de casos, um dos problemas é o grande número de piscinas, que não recebem a devida atenção dos seus proprietários.

O Ambulatório de Arboviroses está instalado na UBS Dr. Roberto da Rocha Leão, no Conjunto Habitacional Bandeirantes. A unidade foi aberta pela primeira vez em março de 2017, recebendo todos os munícipes diagnosticados com suspeita de dengue, chikungunya e zika. Kellen Teixeira Ruellas, que já foi diretora do departamento de Higiene e Vigilância, é a médica responsável pelo ambulatório.

O atendimento no ambulatório é iniciado após a consulta em consultório médico ou pronto socorro. Ao identificar a suspeita de uma das doenças relacionadas ao mosquito Aedes aegypti, o médico encaminhará o paciente para o local. A previsão é que o ambulatório fique ativo até meados de junho, compreendendo a época mais preocupante de disseminação das doenças. Após este período, com a diminuição do número de casos, os atendimentos conseguem ser realizados nas unidades de saúde do município.



Monte Alto Agora
Compartilhe
Share
Monte Alto Agora



Voltar
Monte Alto Agora
Monte Alto AgoraComente esta notícia
Seu Nome: Seu e-mail (opcional):
Comentário:  
Enviar dadosCarregando
Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluidos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Comentários
Monte Alto Agora
Giseli Francine Soares
Domingo teve dia D no jardim Alvorada ELES FORAM NA MINHA CASA FICOU ESPERANDO MENOS DE 1 MIN. CORRI ABRAR O PORTÃO AS 2 MOÇAS FORAM EMBORA ASSOBIEI ELAS NEM LIGARAM IGNORARAM COMPLETAMENTE MEU CHAMADO MORO NA AVENIDA NELLY BADHUR CANO 756
29/03/2019
Monte Alto Agora
Últimas notícias Últimas notícias


Monte Alto Agora  Tel.: (16) 3241-3959/ 9994-1303 Monte Alto Agora contato@montealtoagora.com.br Siga Monte Alto Agora no TwitterVeja nossa página o Facebook Página inicial | Quem somos | Anuncie | Contato
É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem autorização escrita DOS ADMINISTRADORES DO PORTAL DE NOTÍCIAS Monte Alto Agora © 2019   site: an|design